Feliz Hanukkah de 5773


É já nesta sexta-feira à noite, que se inicia a Festa das Luzes, o Hanukkah de 5773, juntamente com o Shabbat do dia 24 de Kislev, e nesse sentido o blog "Conhecer o Judaísmo" vem desejar a todas as famílias, a todas as comunidades judaicas do Mundo, de Israel as antípodas da Nova Zelândia, a todos as judias e judeus de língua Portuguesa, em todos os continentes um Feliz Hanukkah de 5773.

Dia do Perdão / Yom Kippur יום כיפור

Dia 25 e 26 de Setembro que equivalem aos nono e décimo dias do mês de Tishrei, comemora-se o "Dia do Perdão" em Hebraico Yom Kipur יום כיפור, e devemos comemorar esse dia em espírito de contrição, da auto-análise mas também de perdão pleno perante o nosso semelhante, promovendo assim a concórdia.O Rabbi Rambam, cujo verdadeiro nome é Moisés Maimonides escreveu o seguinte sobre o Yom Kipur:: "É o dia de arrependimento para todos, para o indivíduo e para a comunidade; é o tempo do perdão para Israel. Por isso todos são obrigados a se arrepender e a confessar os erros em Yom Kipur".
A origem da comemoração é do tempo de Moisés, que após o pecado do Bezerro de ouro, tendo Moisés orado
, fazendo com que no dia dez de Tishrei, D'us concedesse o pleno perdão ao povo judeu.Teshuvá, quer dizer arrependimento, ou o retorno do judeu ao bom caminho, no Yom Kipur o povo judeu e D-us estão unidos. Mas esta união com D-us não está limitado a esta festa, há mais festividades judaicas que com efeito também buscam essa união. A teshuva é algo que deve-se buscar todos os dias, e o objectivo máximo da nossa existência é a união com D-us.

Tu BeAv - 15 de Av / Dia dos Namorados

Entre os meses de julho e agosto do Calendário Gregoriano, ou da EC Era Comum, ocorre o dia 15 do Mês de Av, do calendário judaico, onde no qual se celebra a festa de "Tu BeAv", ou mais precisamente o "Dia dos Namorados judaico", a par com o Yom Kipur, um dos dias mais importantes do judaísmo, e é festejado desde os tempos bíblicos, mesmo sendo pouco conhecido pela maioria das pessoas, é basicamente um dia que celebra o Amor, inicialmente era comemorado a partir do segundo Templo, para comemorar a colheita das uvas, no portanto desde o profeta Meemias, é no entanto para a visão actual o festival dos Namorados de Israel, entenda-se Israel como um povo não apenas como país.
Daí que o Talmud dizia que na festa da colheita da uva, as jovens de Israel, em idade de escolher noivo, saíam para os vinhedos vestidas de branco para escolher o seu Siduch ou futuro Baal.

Poesia - O Povo Judaico - Arn Lutzki


Os sionistas gostam de todos os Judeus,
os comunistas gostam de todos os Judeus,
os socialistas gostam de todos os Judeus,
os anarquistas gostam de todos os Judeus,
Todos gostam de todos os Judeus.
Diz o povo,
Devagarinho ...


- Tal como é o mundo, assim sou eu -
diz o povo.
Como é o mundo? Assim:
um pouco de terra, um pouco de água,
um pouco de ar, um pouco de fogo;
o resto, areia.


- Assim sou eu - diz o povo -
tal como é o mundo.
Um rebento de sionismo,
uma chispa de comunismo,
uma gota de socialismo,
um sopro de anarquismo;
o resto, areia.

- De tudo um pouco - diz o povo -
tal como o mundo, assim sou eu.
Ai de um mundo
todo fogo, todo água,
todo pó, todo ar!
Um pouco de yddish, um pouco de hebraico,
um pouco de religião, um pouco de livre-pensamento;
o resto, areia.


O Povo judaico é velho como o mundo
e sábio como o mundo.


Retirado do Livro "Contos Judaicos de Sempre" de Beatriz Borovich - Editora Ulmeiro.

16 de Agosto de 1942

No dia 16 de Julho pela manhã, e sob orientação dos oficiais nazistas, que obtiveram de França a mais vergonhosa colaboração, tendo sido feita a maior prisão em massa, já mais vista, num total de 13.000 judeus, tendo sido depois enviados para campos de concentração, sob controle dos alemães, e mais tarde muitos viriam a morrer no maior extermínio que a humanidade alguma vez presenciou. Foi precisamente neste dia, que há 68 anos se praticou este crime hediondo, tendo como primeiro campo de concentração o Vélodrome d'Hiver.Facto este que inspirou um filme, La Rafle de Roselyne Bosh, é de suma importância, porque este filme é um testemunho, ao mundo e às gerações vindouras, revelendo os horrores do antissemitismo, o Mundo em que vivemos, não pode esquecer nunca.A verdade sobre o preconceito sob qualquer forma, quer seja de carácter religioso, político, classe social, cor, sexo, nacionalidade ou outro qualquer deve ser denunciada, pois não é normal nem exeguível que os Seres Humanos, possam dar-se ao luxo de negar o direito a que cada membro da Humanidade, algo que é inerente à conlusão da dignidade de todos nós.
Filipe Leal

Aula Aberta - Conflitos no Médio Oriente

O ISCSP Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, está a promover nos dias 15 e 16 de maio, a partir das 19hs sessões, com o título "Aulas Abertas Sobre Conflitos no Médio Oriente" que são integradas no curso de pós-graduação em Estudos do Médio Oriente.
As aulas iniciam dia 15 de maio, tendo sido convidados para o efeito, e com a presença confirmada do diplomata israelita Lior Keinan, que é também conselheiro da Embaixada de Israel em Lisboa, na quarta-feira será terá a presença de Hamdi Loza, embaixador do Egito e de Mufeed Shami, embaixador da Autoridade Palestiniana. Os diplomatas dos respectivos países, discursam sobre os pontos de vista no intuito de exporem a sua visão sobre o tema.
A organização destas aulas abertas é feita por Marta Mucznik, Marina Pignatelli e Teresa de Almeida e Silva.
Um evento a não perder com entrada livre, no piso 2 sala 7 no edifício do ISCSP no Polo Universitário da Ajuda.

Yom HaShoah יום השואה

Dia 27 de Nissan no calendário judaico, é o dia de memória do holocaustos, Yom HaShoah, em que se recorda o maior genocídio, motivado por preconceitos religiosos e étnicos contra um povo, o povo judeu, יום הזיכרון לשואה ולגבורה, que literalmente que dizer Yom HaZikaron laShoah ve-laGvura o Dia da Memória do Holocausto e dos Heróismo. Um povo que durante dois mil anos, sofreu muitos holocaustos, perseguições, difamações e preconceitos, que nos levaram a defender o sionismo como unica saída possivel para nos livrarmos de todos esses males.

O anti-semitismo ainda não acabou, nem devemos estar à espera que acabe, tal como a liberdade não se ganha, conquista-se, nesse sentido não temos que esperar que os outros nos aceitem e nos compreendam, lembremo-los do holocausto, das mais de 6 milhões de vitimas judias, criança, homens, mulheres e idosos, todos por um unico motivo , terem sido judeus.

Ninguém nos tira o que somos, ser judeu não é fruto da vontade, mas da graça divina, é HaShem quem nos fez sermos judeus e nos deu a Torá por missão.
Lembrem a todos a Shoah, lembrem ao mundo , que a paz depende do coração dos homens, não da humilhação do mais fraco.



חג פסח שמח Hag Sameach Pessach

Votos de uma feliz Festa da Páscoa - Hag Sameach Pessach neste dia 14 do mês de Nissan e do ano judaico de 5772, a todas as comunidades judaicas espalhadas por todo o mundo e em particular aos nossos irmãos, e suas comunidades nos países de língua oficial portuguesa.
Pessach é por excelencia a festa da liberdade e da libertação do cativeiro do Egito, o inicio da aliança com Moisés e o grande fundamento para a civilização da humanidade, através de um povo que jamais desistiu de crer e de esperar em HaShem e na sua Toráh, mesmo nos momentos mais dificeis, mesmo com todas as perseguições, dos romanos à inquisição, dos desterros ao holocausto, sofrendo por milénios, o povo judeu não desistiu no entanto de ter esperança, dizendo e repetindo em cada "Pessach" e de geração em geração, com perseverança e fé: "Para o ano que vêm em Jerusalém!", HaShem ouviu o seu clamor, e hoje Jerusalém e o Estado de Israel são uma realidade da sua prova de fé e perseverança bem como da vontade de D-us.
Shalom Aleichem e Hag Sameach Pessach


Mordechai Lael Ben Avraham.

Tu BiShevat a festa das árvores


Antes de mais, não podemos deixar acabar janeiro sem falarmos de uma das mais belas festas judaicas, que aconteceram a 15 do mês de Shevat, é a Festa das Árvores, o Tu BiShevat que em hebraico é ט"ו בשבט .
Foi o dia que assinalou o início de um "Ano Novo das Árvores", acontece hoje dia 8 de Fevereiro.
No dia de Tu BiShevat, comemora-se principalmente plantando árvores, comendo frutas e frutos secos, tâmaras, nozes entre outros, em particular as sete espécies de frutos específicos na "Torá".
É sobretudo num mundo em desflorestação, degradação ecológica e em que as massas não vêm esta realidade o judaísmo presta um grande serviço à Humanidade promovendo a consciência pela plantação de árvores e pelo respeito

27 de Janeiro - Dia Internacional em Memoria das Vítimas do Holocausto


Dia 27 de Janeiro de 2012, é o Dia Internacional em Memória das Vitimas do Holocausto, cometido pelo regime nazista. Dos 6 milhões de Quedoshim (santos mártires) muitas almas deixaram de prosseguir o curso de suas vidas, de fazer parte da criação diária que a cada um de nós HáShem nos concedeu.
Honrar os que morreram, crianças, jovens e idosos, mulheres e homens, sefarditas e asquenazis, ortodoxos e conservadores, de todas as partes da europa ocupada, foram arrancados à vida, para um sofrimento inqualificável.
Não permitamos nunca que isto volte a acontecer, nem ao nosso povo, nem aos nossos amigos e nem aos nossos inimigos. Que a paz prevaleça, e que a justiça sobreviva sempre para o bem de todos.
O Primeiro Ministro Israelita Benjamin Netanyahu afirmou: "O desejo de destruir o povo judeu permanece, o que mudou foi a capacidade de nos defendermos!"
Holocausto Nunca Mais!!!



O Que é Guematria?


Ciência existente apenas no judaísmo e na língua hebraica, a "guematria" é a ciência judaica da codificação bíblica, é um método hermenêutico de análise das palavras bíblicas em hebraico, atribuindo-lhes um valor numérico definido a cada letra. Conhedida ainda pelo nome de "numerologia judaica" e está patente na Toráh (Pentateuco) há mais de 3.300 anos.pelo valor numérico de cada letra, para os misticos cabalistas judeus, a Toráh tem para além do seu sentido literal, um sentido mistico escondido nos numeros de cada palavra, qual um código, fazendo diferentes conexões e extraindo da Palavra Divina uma revelação, ou um sentido mais aprofundado para os espiritualistas.
Valores numéricos das letras hebraicas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores