Bênção de Cura - Berachá Refuáh - ברכת רפואה

A oitava bênção recitada na Amidá, na qual pede-se a Ha Shem a cura de familiares e amigos

O Chanukah - A Festa das Luzes - חנוכה

A celebração do chanukah, a festa das luzes e da consagração do templo.

O Ano Novo Judaico - Rosh Hashanah ראש השנה‎

Shana Továh Umetuká, Um Feliz e Doce Ano Novo, é assim que se deseja Bom Ano Novo na tradição judaica, e é este o nosso voto a todas as comunidades judaicas.

Chag Sameach Shavuot - חג שמח השבועות

Shavuot (do hebraico:שבועות, "[sete] semanas" ) é o nome da festa judaica também conhecida como Festa das Colheitas ou Festa das Prímicias, celebrado no quinquagésimo dia do Sefirat Haômer. Devido a esta contagem, a festa é também chamada de Pentecostes

Shimon Peres "O Irão é Um Perigo Nuclear"

O Irão está cada vez mais próximo de desenvolver armas atómicas. O que precisa ser feito deve ser feito", afirmou peremptoriamente Shimon.

O Judaísmo

O Judaísmo é o relacionamento entre o judeu e seu Criador que define seu Judaísmo, não seu reconhecimento da relação ou sua percepção dela na vida diária.

Shimon Peres - Adeus ao Mensageiro

Resultado de imagem para shimon peres death
Shimon Peres, (1923-2016) Lider israelita, um dos pais fundadores, Ex-Presidente de Israel e Nobel da Paz, partiu ontem aos 93 anos, não sem antes cumprir a sua missão ao longo de toda a sua vida, mais que um político, Shimon foi claramente o MENSAGEIRO DA ESPERANÇA, de uma PAZ clara, inequívoca e duradoura entre ISRAEL e a PALESTINA, mas não é assim que muitos radicais o querem ver, mesmo quando algum desse radicalismo se encontra na esquerda europeia e americana, e sobretudo quando provém de uma visão enviesada da imprensa no que toca ao problema israelo-árabe.
Confesso, que fiquei triste com a partida deste herói do nosso tempo, Shimon foi desde há muito tempo, uma presença constante nos noticiarios, nos momentos difíceis  rodeados de incerteza, medo e desespero, ao qual sempre respondeu acenando com a Paz, mas sabemos que propor a paz é um ato de coragem que poucos tem capacidade para o fazer, tal como Shimon fez, a sua maior testemunha foi Yasser Arafat, mas a melhor prova é o tributo que todos os lideres lhe dão hoje, nomeadamente Mahmoud Abbas.
Ex-presidente dos EUA Bill Clinton passa pelo caixão de Shimon Peres, em Jerusalém.  (Foto: Ronen Zvulun/Reuters)
Bill Clinton frente ao caixão de Shimon Peres.
Shimon Peres deixou claro, tanto quando fora Primeiro-Ministro, pelo Partido Trabalhista (Havodáh)  como quando presidente já membro do Partido Avante (Kadima) que o problema israelo-árabe não é meramente um problema de colonatos ou palmos de terra, a disputa ultrapassa a lógica.

"Os otimistas e os pessimistas morrem extamente da mesma maneira, mas vivem vidas muito diferentes"

Shimon Peres

(1923- 2016)

Autor: Filipe de Freitas Leal


Contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

Judaísmo é Generosidade e Caridade.

Cada um deve ser caridoso, e praticar a justiça de acordo com as suas possibilidades, não sendo exageradamente generoso nem tacanho ou ganancioso.
Tudo deve ser feito na medida certa com equilíbrio e consciência.

Cada um deve procurar ser reto, feliz, amigável e amável para com todos, este é o caminho dos justos.
E se tiver que corrigir alguém no erro, evitar ser demasiadamente duro, além disso é nocivo toda a arrogância e o orgulho, pois gera imensos males para a vida social e espiritual.

Judaísmo é Felicidade e Alegria

Ao contrário de outras religiões, o judaísmo não preconiza a pobreza e o sofrimento como modo salvífico. Antes defende o esforço de cada um pelo trabalho, pelo estudo, pela oração.
Não preconiza também a tristeza e nem a melancolia, mas antes a alegria, e o agradecimento pelas graças que a cada manhã se recebe do Eterno.

Sem Intercessão entre nós e o Eterno

No judaísmo não há intercessão de nenhuma entidade espiritual que se coloque entre nós e o Eterno, a relação com o criador é direta, pela oração, pela fé e pelos atos.
Contudo podemos entender que o Eterno demora a responder às nossas súplicas, não porque não nos tenha ouvido, mas sim porque nós mesmos não estamos preparados ou não cremos com toda a fé.
No entanto, antes de se pedir, seria bom tomar consciência de que temos muito a agradecer a cada manhã, o agradecimento ao Eterno abre-nos as portas das bênçãos.

Seguidores